segunda-feira, 30 de julho de 2007

Não estou a fim de escrever nada...

... esta noite. Este post é muito mais pra não perder a recente rotina. Não tô com o humor apurado, nem achando graça de nada. Depois de um nostálgico sucrilhos, o dia começou tarde, lento, sem grandes novidades. Não sei até agora se realmente furei uma reunião que estava marcada para às 9h da manhã. Mas também não tô preocupado com isso, não.

Mas a noite de ontem foi... Não sei dizer. A certeza é que foi intensa. Sim. Intensa é um adjetivo feminino singular. E a noite também feminina. Também foi singular. Então já sei: a noite de ontem foi um adjetivo feminino singular. O sono foi pouco, mas tranqüilo, sereno, aquecido. E a sensação de injustiça? Passa com o tempo?

Adeus

Um comentário:

Magoo RJ disse...

Desenvola o tema "injustiça". ficou sem sentido.