segunda-feira, 20 de agosto de 2007

Estudei...

... praticamente o final de semana inteiro. Foi importante. Fisicamente, deu até para descansar. Quando estudo, não brigo contra o meu corpo. Sei que preciso estar muito bem disposto para ler com atenção e escrever as coisas certas. Por isso, durmo quando bate o sono e acordo quando nem percebo. O processo começou na sexta e o prazo era a tarde de hoje, segunda-feira. Em vários momento, bateu o desespero... Ligava pra um, puxava assunto no MSN com outro. Eu gosto de democratizar o desespero, sabe? De uma forma ou de outra, muita gente participou!

No sábado, o meu horóscopo dizia que um sagitariano (a) chegaria para ajudar nas tarefas. Quando bate o desespero, a gente se prende a qualquer esperança, né? Falei com todo mundo e até procurei datas de aniversários de amigos do orkut. Que vexame... Mas eu confio mais na Bárbara Abramo como astróloga do que na Bárbara Heliodora como crítica de teatro e no Perseu Abramo como intelectual de esquerda. Esperei... esperei... e nada... De noite, só aceitei o convite para o show na Lapa com a expectativa de encontrar o tal sagitariano. Eu já estava quase perguntando o signo do moço da bilheteria, da vendedora de cerveja... Será que a Theresa Cristina é sagitariana e foi ela que ajudou a me tranquilizar para continuar a escrever? Ou será que o sagitariano era o garçon confuso e divertido do Cervantes? Tá vendo... Tá vendo... A Bárbara Abramo sempre acerta!

Apesar da preocupação com o estudo, o show de sábado foi ótimo! Reuni três amigos queridíssimos, quase que sem querer. A amiga blogueira descontrolada com o samba da Portela, a amiga cada-vez-mais-magra bailando sorridente e o amigo bonzinho que anda menos triste. No meio de uma das músicas, a cantora pára o som e pergunta: "O som tá baixo? Quem acha que precisa aumentar? Desculpa, mas somente vocês três acham que o som tá baixo." Nunca vi isso. Votação para definir o volume do som. Pelo menos, a decisão foi por contraste visual. A louca no palco não se deu ao trabalho de contar voto por voto... Ah! E quero registrar os ótimos versos da participação especial de Nelson Sargento: "Nosso amor é tão bonito. Ela finde que me ama q eu fingo que acredito!"

No domingo, a produção científica continuou. Eu enrolo pra começar a escrever... Mas quando começo, eu gosto! O labor foi até as 3h da manhã. E o orientador... Ah... Sempre tão carinhoso! E divertido também:

(orientador na noite de sexta) - Oi! Tudo bom com o texto?
(eu na noite de sexta) - Tudo. Vai dar certo.

(orientador na noite de domingo) - Oi! Tudo bom com o texto?
(eu na noite de domingo) - Tudo. Mas estou na mesma posição.
(orientador na noite de domingo) - Na mesma posição??? Tudo igual no texto?
(eu na noite de domingo) - Não... Na mesma posição física: sentado em frente ao computador.

Melhor assim, né...

Adeus

3 comentários:

Penseira disse...

Só pra deixar registrado a leitura - sou o mais assiduo deste blog - e pra dizer q estou com saudades de vc paraíba!

Magoo RJ disse...

e pegando carona em signos... eu sou sagitariano...

Companheira da alma disse...

Afii nem me fale em trabalho, estudos...
:/

Bjos e boa semana.